Blog do Galeno Observatório do Livro e da Leitura

13 de dezembro de 2017

Portuguesa Ana Teresa Pereira vence o Prêmio Oceanos

Talita Facchini - Publishnews - 30/11/2017

O Itaú Cultural anunciou hoje, os vencedores do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa de 2017. Mais de 50 editoras estrangeiras inscreveram seus livros no prêmio, e no total, foram avaliadas 1.215 obras, que resultaram em 51 semifinalistas e 10 finalistas até chegar aos premiados. Segundo Selma Caetano, curadora do prêmio, o Oceanos tem uma grande importância na difusão da literatura de língua portuguesa. “Desses 51 finalistas - com 31 livros brasileiros, 19 portugueses e um angolano - 49 nunca foram publicados em outro país de língua portuguesa. E dos 19 portugueses, nenhum está publicado no Brasil”.
Pela primeira vez, o Oceanos teve cinco ganhadores, três portugueses e dois brasileiros, e uma mulher no primeiro lugar: Ana Teresa Pereira. A portuguesa que deixou o curso de filosofia aos vinte anos para começar a escrever, ganhou o prêmio de R$ 100 mil com o romance Karen, que teve como inspiração Henry James, o romance de Daphine Maurier, Rebecca, e os policiais clássicos da literatura. Na coletiva desta manhã, Ana Teresa, que em Portugal é editada pela Relógio D’Água, disse estar muito feliz e grata com a premiação. “Karen é um livro muito especial para mim, em todos os meus livros tenho tentado ‘aproximar-me’, no sentido metafísico da palavra e em Karen senti que estava muito próxima”.
O segundo lugar ficou com o brasileiro Silviano Santiago, autor do romance Machado, vencedor do Prêmio Jabuti deste ano, e que receberá R$ 60 mil. O terceiro lugar ficou com o livro de poemas Golpe de teatro, do português inédito no Brasil Helder Moura Pereira, que receberá R$ 40 mil.
No quarto lugar, um empate. Este amo o prêmio foi atribuído aos livros Anunciações, da portuguesa Maria Teresa horta, e Simpatia pelo demônio, do brasileiro Bernardo Carvalho, que dividirão o prêmio de R$ 30 mil.
A edição deste ano teve como jurados desta etapa os portugueses António Guerreiro e Ana Mafalda Leite; e os brasileiros Beatriz Resende, Mirna Queiroz, Heloisa Jahn, Maria Esther Maciel, Everardo Norões e Eucanaã Ferraz.
Para o próximo ano, Selma Caetano adiantou que o plano é sistematizar a lista de inscritos e deixar no site para que os editores portugueses e brasileiros possam fazer suas apostas. “Nós precisamos fazer uma ação objetiva e pontual com os editores de ambos os países para que a nossa literatura se espalhe”. Por conta de uma parceria com a República de Portugal, o Oceanos criou uma associação sem fins lucrativos, “a Associação Oceanos Expressivos da Língua Portuguesa com sede em Portugal, e em 2018 nós vamos poder receber recursos da República de Portugal por meio do fundo de fomento cultural português, 100% aplicado no projeto, um ganho enorme para o prêmio”, explicou Selma.

Mais Prêmios para quem faz

Todas as notícias sobre "Prêmios para quem faz"

Receba por e-mail


Cadastre-se!

Livrômetro

Relógio da leitura no Brasil

747.360.000

Livros lidos em 346 dias de 2017 no país